In The Beginning…

No Princípio…

“In him there was life, and that life was the light of all people.” (John 1:4)
“NEle estava a vida, e a vida era a luz dos homens.” (João 1:4)

I’ve always perceived the apostle John as a fellow who viewed life simply. “Right is right and wrong is wrong, and things aren’t nearly as complicated as we make them out to be.”
Eu sempre considerei o apóstolo João como um camarada que via a vida de uma maneira simples. “O certo é certo e o errado é errado, e as coisas não são nem de perto tão complicadas quanto nós as tornamos.”

For example, defining Jesus would be a challenge to the best of writers, but John handles the task with casual analogy. The Messiah, in a word, was “the Word.” A walking message. A love letter. Be he a fiery verb or a tender adjective, he was, quite simply, a word.
Por exemplo, definir Jesus seria um desafio para o melhor dos escritores, mas João domina a tarefa com uma analogia casual. O Messias, em uma palavra, era a “Palavra.” Uma mensagem ambulante. Uma carta de amor. Seja um verbo ardente ou um adjetivo terno, Ele era, simples assim, uma Palavra.

And life? Well, life is divided into two sections, light and darkness. If you are in one, you are not in the other and vice versa.
E a vida? Bem, a vida é dividida em duas seções: luz e trevas. Se você está em uma, não está na outra e vice-versa.

Next question?
Próxima pergunta?!

(Max Lucado)



Publicado por:
Em:
20 de dezembro de 2006 às 10:58
Categorias:
Internacionais, Reflexões
Compartilhar