He’s Been There

Ele Esteve Aí

“He had to enter into every detail of human life.” (Hebrews 2:17 MSG)
“Pelo que convinha que em tudo fosse feito semelhante a seus irmãos.” (Hebreus 2:17)

You’ve barely dipped a toe into Matthew’s gospel when you realize Jesus hails from the Tilted-Halo Society. Rahab was a Jericho harlot. Grandpa Jacob was slippery enough to warrant an electric ankle bracelet. David had a personality as irregular as a Picasso painting – one day writing psalms, another day seducing his captain’s wife. But did Jesus erase his name from the list? Not at all…
Você acaba de mergulhar um dedinho do pé no evangelho de Mateus quando você nota a recepção de Jesus na Sociedade da Auréola-Torta: Raabe era uma prostituta de Jericó. Vovô Jacó era escorregadio o suficiente pra merecer um bracelete elétrico no tornozelo. Davi tinha uma personalidade tão irregular quanto uma pintura de Picasso – num dia escrevendo Salmos, no outro seduzindo a esposa do seu capitão. Mas Jesus apagou esses nomes da lista? De jeito nenhum…

Why did Jesus hang his family’s dirty laundry on the neighborhood clothesline?
Por que Jesus pendurou as roupas sujas de Sua família no varal da vizinhança?

Because your family has some too. The dad who never came home. The grandparent who ran away with the coworker. If your family tree has bruised fruit, then Jesus wants you to know, “I’ve been there.”
Porque a sua família também tem algumas. O pai que nunca voltou pra casa. O avô que fugiu com a colega de trabalho. Se sua árvore genealógica tem frutos estragados, então Jesus quer que você saiba: “Eu estive aí.”

The phrase “I’ve been there” is in the chorus of Christ’s theme song. To the lonely, Jesus whispers, “I’ve been there.” To the discouraged, Christ nods his head and sighs, “I’ve been there!”
A frase “Eu estive aí” está no côro da canção tema de Cristo. Ao solitário, Jesus sussurra: “Eu estive aí.” Ao desencorajado, Cristo assente com a cabeça e suspira: “Eu estive aí!”

Max Lucado



Publicado por:
Em:
12 de março de 2007 às 18:20
Categorias:
Internacionais, Reflexões
Compartilhar