Mil Vezes

Senhor, mil vezes entreguei a vida para Teu louvor.
Em Teu altar renunciei ao meu passado pecador.
Mil vezes decidi que o meu viver seria do meu Rei.
Mil vezes de joelhos aos Teus pés, em comoção, chorei.

Mas, Pai… Mil vezes escutei a voz do mal, cedi;
Mil vezes me esqueci do compromisso e Te traí…

Contudo, o Teu amor brilhou além da minha ingratidão:
Como a primeira vez, me ofereceste o Teu perdão.
No Teu abraço eu encontrei mais uma vez libertação:
Como a primeira vez, não me pediste explicação.
Mil vezes cantarei da nova vida em Teu altar,
Pois só o Teu amor é que dá forças pra recomeçar.

Senhor, mil vezes bendirei o Teu perdão que não tem fim;
E eternamente almejarei cumprir o plano Teu pra mim.

Ó, Pai… Mil vezes Tua graça resgatou meu ser:
-Amor que não desiste, a Ti não posso compreender!

Senhor, o Teu amor brilhou além da minha ingratidão…



Autor:
Ederson Peka
Publicado por:
Em:
2 de julho de 2007 às 18:00
Categorias:
Letras, Nacionais, Nossas
Compartilhar